Entretenimento

Quatro especificações que o Xbox Series X tem e que o PS5 fica devendo

Novo console da Microsoft se destaca no processador e na placa de vídeo

Xbox Series X e PlayStation 5 (PS5) são os lançamentos da Microsoft e Sony, respectivamente, que possuem uma série de similaridades. As especificações dos consoles contam com oferta de processadores Zen 2, gráficos por meio de tecnologia Radeon da AMD e SSDs de alta velocidade. Ao analisar apenas os números do hardware, no entanto, o Xbox Series X promete ser o mais poderoso entre os dois, com uma placa gráfica de 12,1 Teraflops de capacidade computacional, processador mais rápido e SSD superior.

Confira abaixo quais são os aspectos da ficha técnica que devem tornar o Xbox o mais potente entre os dois. Vale lembrar que o preço e a data de lançamento no Brasil de ambos permanecem um mistério.

1. Placa de vídeo

O processador gráfico do Xbox Series X é composto por 52 unidades computacionais de processamento. Com isso, o chip usado pela Microsoft promete ser muito mais poderoso do que a unidade que equipa o PlayStation 5, formada por 36 dessas unidades.

As unidades computacionais são como núcleos de processamento que agregam uma série de componentes e estruturas da placa gráfica. Em geral, quanto maior a quantidade desses elementos, maior a capacidade de processamento gráfico do console. É possível que o novo Xbox apresente maior capacidade de atingir resoluções mais altas sem a necessidade de técnicas de reconstrução de imagem e melhor aproveitamento dos efeitos de ray tracing.

2. Processador

Os dois consoles usam um processador derivado da arquitetura Zen 2 da AMD, mas a versão empacotada no Xbox promete ser mais rápida. De acordo com a Microsoft, o processador do Xbox pode funcionar em dois modos. Ao usar apenas oito núcleos, o chip permite velocidades de até 3,8 GHz. Por outro lado, ao utilizar os oito núcleos e mais oito threads, o processador trabalha em 3,6 GHz.

Os números significam que o processador do Xbox tende a ser mais rápido do que o PS5 nos dois modos de operação. Isso porque o console da Sony tem velocidade máxima anunciada de 3,5 GHz, usando os oito núcleos e as oito threads ao mesmo tempo.

Processadores são essenciais em jogos para processamento de tecnologias, como inteligência artificial dos inimigos, física e outros elementos de simulação dos mundos cada vez mais complexos. Outro efeito do processador está na capacidade do console em operar em velocidades mais altas. A CPU mais veloz do Xbox pode contribuir para que o console atinja 60 FPS, ou até mais, com mais frequência do que o rival da Sony.

3. Memória RAM

Em termos de memória, é possível dizer que o Xbox é, ao mesmo tempo, mais rápido e mais lento que o PS5. Isso acontece porque o console da Microsoft tem 16 GB de RAM GDDR6 divididos em duas frações: uma delas, de 10 GB, tem velocidade de 560 GB/s, enquanto os outros 6 GB atingem 336 GB/s. No console da Sony, também são 16 GB de RAM GDDR6, mas a velocidade é a mesma para cada um desses gigabytes: 448 GB/s.

Ainda é cedo para dizer qual abordagem pode funcionar melhor – tudo vai depender de como desenvolvedores explorarem os dois sistemas. No entanto, a princípio, a fração de memória de alta velocidade do Xbox pode ter um impacto perceptível em games mais ambiciosos durante o ciclo de vida do console.

4. SSD

O SSD da Microsoft tem uma vantagem diante da unidade criada pela Sony: a capacidade. O disco sólido usado no Xbox Series X oferece 1 TB de capacidade – maior do que os 825 GB disponíveis no SSD confirmado pela Sony para o novo PlayStation 5.

Mostrar Mais

Relacionados

Close
Close