BrasilFixoNotícias

Onda de frio: neva no Sul, que registra menor temperatura do Brasil em 2021

Fenômeno ocorreu em ao menos 31 cidades no RS e 13 em SC, que também registrou a menor temperatura do ano, com -8,6ºC em Bom Jardim da Serra

Fenômeno ocorreu em ao menos 31 cidades no RS e 13 em SC, que também registrou a menor temperatura do ano, com -8,6ºC em Bom Jardim da Serra
Neve em São Joaquim, Santa Catarina, 29/07/2021 Foto: Mycchel Legnaghi / São Joaquim Online/Agência O GloboNeve em São Joaquim, Santa Catarina, 29/07/2021 Foto: Mycchel Legnaghi / São Joaquim Online/Agência O Globo

 

RIO — A onda de frio que se intensificou a partir de quarta-feira trouxe temperaturas negativas e neve para a região Sul do país. Em Santa Catarina, ao menos 13 cidades registraram o fenômeno até a noite de ontem. O mesmo aconteceu em pelo menos 31 municípios do Rio Grande do Sul, onde 27 tiveram chuva congelada, em alguns locais combinada com a neve. As informações são da Central de Meteorologia da NSC e da Somar Meteorologia.

Covid-19:  São Paulo anuncia fim de restrição no comércio a partir de 17 de agosto e antecipa vacina para adolescentes

Jaquirana, no Rio Grande do Sul, registrou alguns focos de neve por volta das 6h30, de acordo com o jornal GaúchaZH. Há previsão de mais neve para o estado, principalmente na Serra.

Segundo o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet), a menor temperatura do Brasil em 2021 foi registrada em Santa Catarina nesta quinta-feira, em Bom Jardim da Serra, que marcou -8,6ºC, às 4h.

No Paraná, também foram registradas temperaturas negativas. No entanto, apesar do frio intenso, o clima está seco, o que dificulta a formação de neve ou chuva congelada.

No Sudeste, a capital paulista registrou seu recorde de frio em 2021, com temperatura média de 4,7°C durante a madrugada, segundo o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências Climáticas) da Prefeitura de São Paulo. A mínima absoluta foi registrada em Engenheiro Marsilac, no extremo sul de Parelheiros, com -0,1°C. Segundo o CGE, até esta quinta-feira, a menor média mínima do ano na cidade de São Paulo havia sido no dia 20 de julho, com 5,4°C.

No Parque Nacional do Itatiaia, entre Rio de Janeiro e Minas Gerais, a onda de frio criou nesta quinta-feira um cenário de beleza rara em regiões tropicais. Sob temperatura negativa, o gelo formado na madrugada resistiu à manhã de sol radiante e céu azul no sul fluminense.

O ar seco e o vento forte levaram embora qualquer chance de neve na região. Porém, mais gelo e geada são esperados até amanhã em toda a região da Serra da Mantiqueira.

Frio extremo no Parque Nacional do Itatiaia. Termômetro registrando - 7 graus às 6h30. Na foto, o biólogo Izar Aximoff. Foto: Hermes de Paula / Agência O GloboFrio extremo no Parque Nacional do Itatiaia. Termômetro registrando – 7 graus às 6h30. Na foto, o biólogo Izar Aximoff. Foto: Hermes de Paula / Agência O Globo

Rodovias interditadas em SC

Em Santa Catarina, turistas e moradores foram para as ruas brincar com os flocos que caíam no fim da tarde e durante a noite. Na manhã de quinta-feira, duas rodovias estaduais foram interditadas por conta do congelamento das pistas.

Até 7h30, a SC-390, entre os trechos da Cascata do Avencal e a entrada de Urubici, na Serra, ficou bloqueada em ambos os sentidos. Na cidade, a menor temperatura registrada nesta quinta-feira foi de -6,5ºC. Em São Joaquim, na mesma região, a SC-114 também foi interditada do km 293 ao km 297. Os termômetros marcaram -6,14ºC, às 6h, na cidade.

Roberto Lent:  Diferenças na estrutura cerebral podem determinar dificuldades de alfabetização

Segundo a Defesa Civil, a previsão é de temperaturas baixas em Santa Catarina até sábado. A sensação deve ser de frio ainda mais intenso por causa do vento persistente e por vezes forte. As mínimas previstas para o período chegam a -13°C nos Planaltos e Meio-Oeste.

Temperaturas negativas no RS

No Rio Grande do Sul, diversas cidades amanheceram com temperaturas negativas nesta quinta-feira. Em São José dos Ausentes fez -3,6ºC, Vacaria marcou -2,7ºC e Cambará do Sul registrou -2,2ºC.

Segundo a previsão, as máximas para o dia não devem ultrapassar os 14ºC, com 12ºC em Porto Alegre, 9ºC em Caxias do Sul, 8ºC em Passo Fundo e 10ºC em Bagé.

Além da neve, que é provocada pela intensidade do frio e a umidade que sopra do oceano e favorece a formação de nuvens carregadas, a quinta-feira também tem previsão de geada ampla em diversos municípios gaúchos. Apenas no Litoral Gaúcho não há risco de geada e as temperaturas devem ser levemente mais altas. Na sexta-feira não há mais chance de neve no RS.

Paraná com previsão de geada

No Paraná, 29 cidades amanheceram com temperaturas negativas nesta quinta-feira, segundo a Somar Meteorologia. Em Porto Amazonas, nos Campos Gerais do Paraná, os termômetros chegaram a -3,7ºC às 6h. A temperatura em Guarapuava, Cascavel, Ponta Grossa, Inácio Martins e Entre Rios também ficou abaixo dos -3ºC. Em Curitiba, os termômetros marcaram -0,1 ºC.

As temperaturas devem continuar baixas na sexta-feira. A previsão é que ocorra geada em todas as regiões do estado, e que as temperaturas amanheçam abaixo de zero em várias cidades.

A onda fria que se intensificou a partir desta quarta-feira no Centro-Sul do Brasil marca o clímax até agora de um inverno extremo. E o aumento da frequência e da intensidade de extremos, lembram cientistas, são a marca mais evidente das mudanças climáticas.

O tema deve dominar a próxima cúpula climática, a COP-26, em Glasgow, na Escócia, em novembro. Também será destaque no novo relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), previsto para agosto.

 

Mostrar Mais
Botão Voltar ao topo