Economia

Mesmo com alta do dólar e da carne, BC deve baixar juro para 4,5% ao ano, prevê mercado

Decisão da última reunião do Copom deste ano será anunciada por volta das 18h desta quarta. Se confirmada, redução de 5% para 4,5% ao ano levará a novo piso histórico.

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central tem sua última reunião do ano marcada para esta semana. Apesar das pressões inflacionárias decorrentes do aumento do preço da carne e de possíveis impactos da alta do dólar, o comitê deve manter o “plano de voo” e cortar a taxa básica de juros de 5% para 4,5% ao ano – novo piso histórico.

Essa é a previsão da maior parte dos economistas do mercado financeiro, ouvidos pelo próprio BC em pesquisa semanal.

Se confirmada a nova redução, a Selic atingirá o menor patamar desde que o Banco Central começou a série histórica, há mais de 30 anos. O anúncio da taxa de juros acontecerá nesta quarta, por volta das 18h.

A expectativa dos analistas dos bancos é de que a Selic recuará para 4,5% ao ano em dezembro, que terá nova queda em fevereiro – para 4,25% ao ano –, e que assim permanecerá até setembro de 2020, quando poderá começar a subir.

Fonte: G1

Mostrar Mais
Close
Close