Ações do Governo do Estado do MS.Campo GrandeDestaquesInvestimentoObras

Governo Presente: pacote de obras beneficia população da Capital em praticamente todas as áreas

O pacote de obras e ações do programa Governo Presente, lançado no último dia 6 de março, no valor de R$ 4,2 bilhões, contempla os 79 municípios do Estado.

Uma cidade que não para de crescer demanda investimentos. Com mais da metade da população dispondo de veículos, Campo Grande vai receber um investimento superior a R$ 180 milhões para melhorar o deslocamento, além de centenas de milhões em saúde, esporte, cultura, infraestrutura, habitação e educação. O pacote de obras e ações do programa Governo Presente, lançado no último dia 6 de março, no valor de R$ 4,2 bilhões, contempla os 79 municípios do Estado.

 

 

Um dos destaques nos investimentos anunciados para a Capital é o novo acesso às Moreninhas, a partir da avenida Guaicurus – um sonho antigo dos moradores da região. Outro é a revitalização de uma das principais avenidas da Capital: a Mato Grosso. Serão recapeados 2,84 quilômetros, da Rua Ceará à Avenida Calógeras.

 

Além disso, o Governo do Estado, em parceria com a Prefeitura, vai pavimentar mais de 80 quilômetros, beneficiando seis bairros: Nova Campo Grande, Nova Lima, Seminário, Sírio Libanês, Atlântico Sul e Vila Nasser.

 

A lista de obras em mobilidade conta com a conclusão do novo acesso à UCDB (Unidade Católica Dom Bosco), pela Rua Marechal Câmara, no Jardim Seminário; o recapeamento da Avenida Florestal, principal via comercial do Conjunto Coophatrabalho; e o acesso ao Pólo Industrial Norte.

 

São projetos fundamentais para acompanhar a expansão da cidade. De acordo com o IBGE, a frota é de 590 mil para uma população de 895 mil pessoas. Isso representa uma proporção de dois veículos – como automóveis, motocicletas, caminhonetes e camionetas – para cada grupo de três pessoas.

 

 

“Campo Grande é uma Capital extremamente planejada. As ruas são amplas desde a concepção da cidade. Por isso, os investimentos do Governo do Estado nas vias que garantem mobilidade são fundamentais. Neste aspecto é que é importante uma gestão de visão. Daqui 5, 10 ou mais anos, essas obras realizadas com recurso do Estado vão ser de extrema importância para garantir o direito de ir e vir dos campo-grandenses”, disse o secretário estadual Especial de Gestão Política da Capital, Calos Alberto de Assis.

 

Um investimento adequado em mobilidade pode até salvar vidas. De acordo com o consultor em Segurança Viária da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (Opas/OMS), Victor Pavarino, o motorista que perde tempo em um engarrafamento, passa a dirigir de forma mais agressiva nos trechos seguintes para compensar o atraso, aumentando os riscos de acidentes e mortes.

 

“A fluidez muda o humor geral da questão de trânsito. O engarrafamento, quando você passa por ele, acaba compensando depois e dirige de forma mais agressiva”, explica.

 

Não é de hoje que o Governo do Estado investe em mobilidade na Capital. Entre os exemplos estão às rotatórias da avenida Mato Grosso com a Via Parque e da avenida Gury Marques, locais onde as obras de reorganização viária solucionaram os problemas crônicos de engarrafamentos nos horários de pico, e a revitalização da Avenida Euler de Azevedo.

 

Por meio do programa Juntos por Campo Grande, o município também está recebendo a revitalização da avenida Bandeirantes, uma reivindicação de muitos anos. Com 3,8 km de extensão, a obra contempla desde a rotatória da Avenida Bandeirantes com a Avenida Manoel da Costa Lima, até o final na Avenida Afonso Pena.

 

Junto com as ruas Guia Lopes, Brilhante, Marechal Deodoro e Gunter Hans, a via integra o corredor sudoeste do transporte coletivo, que liga o centro da cidade com os terminais de integração Bandeirantes e Aero Rancho.

 

A Capital também já recebeu o recapeamento da avenida Cônsul Assaf Trad, no trajeto de quem vai ao Shopping Bosque dos Ipês, e da avenida Tamandaré, via de acesso à Universidade Católica Dom Bosco (UCDB).

 

Outras áreas

 

 

O pacote de obras do Governo do Estado em Campo Grande contempla muitas outras áreas. No esporte, está à restauração do Morenão, que será transformado em uma arena multiuso, e a revitalização do ginásio Guanandizão, que voltará a sediar jogos da Seleção Brasileira de Voleibol.

 

Na área da saúde, o Governo Presente fará reformas no Hospital Regional, vai construir o Centro de Reabilitação Estadual e irá comprar equipamentos hospitalares. E na área da habitação, a parceria entre Governo do Estado e Prefeitura está viabilizando moradia digna a centenas de famílias da Capital.

 

Para melhorar o aprendizado dos alunos, haverá também a aquisição de laboratórios móveis para escolas da Capital e, na área cultural, o destaque é a restauração e modernização Centro José Octávio Guizzo, que abriga o Teatro Aracy Balabanian.

 

Fonte Portal MS.

 

Mostrar Mais
Botão Voltar ao topo