FixoMato Grosso do Sul

Ex-prefeito de Corumbá e ex-deputado estadual, Armando Anache morre no Rio de Janeiro aos 91 anos

Seu filho o radialista Armadinho faleceu no começo do ano de covid-19

Foto: Campo Grande News

Homem simples e político idealista, o ex-prefeito de Corumbá e ex-deputado estadual, Armando Anache, 91 anos, morreu nesta quarta-feira (22), no Rio de Janeiro (RJ). Foi deputado estadual por 12 anos e fiel escudeiro do ex-governador Pedro Pedrossian a quem acompanhou durante toda sua carreira política.

Ele era pai do jornalista e radialista Armando Amorim Anache, ou o Armandinho Anache como carinhosamente tratado por seus ouvintes e amigos. Armandinho faleceu há cerca de seis meses, vítima de covid-19. Armandinho tinha 60 anos, morava em Aquidauana e ficou internado em Corumbá, onde faleceu.

Sua precoce partido causou tristeza na família, em especial em Armando Anache que era muito ligado aos seus dois filhos.

Na vida profissional Anache foi contabilista, empresário e presidiu por duas vezes da Associação Comercial e Empresarial de Corumbá – Acic. Também presidiu a Aliança Renovadora Nacional – Arena – partido que deu sustentação ao governo militar que administrou o país de 1964 a 1985. Foi prefeito de Corumbá e ocupou a cadeira de deputado estadual por três mandatos.

Curiosamente ele faleceu dois dias após completar 91 anos, pois, nasceu em 20 de setembro de 1930 e teve dois filhos, sendo a outra filha a senhora é Maria do Carmo Amorim Anache, advogada e que vive no Rio de Janeiro.

Mostrar Mais
Botão Voltar ao topo