Campo GrandeFixoNotícias

Terraplanagem avança na Avenida Rita Vieira, trecho inicial do novo acesso às Moreninhas

Foto: Denilson Secreta

Com a transposição da adutora que atravessa parte do trajeto planejado da segunda pista, a Prefeitura de Campo Grande dá continuidade as obras de terraplanagem do prolongamento da Avenida Rita Vieira que avançam e se aproximam da Avenida Guaicurus. É o trecho inicial do novo acesso à região das Moreninhas que concentra uma população superior a 40 mil habitantes. A Prefeitura já contratou o projeto da obra que será executada pelo Governo do Estado.

O prolongamento da Avenida Rita Vieira foi retomado em março após sete anos de paralisação. Foram implantados 360 metros de drenagem, a partir da Rua Filomena Segundo Nascimento.

Segundo o secretário municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Rudi Fiorese, o prolongamento da Avenida Rita Vieira se estende por 2,2 km, da Rua Mariza Andrade Ribeiros até a Avenida Guaicurus. Quando estiver concluído, também abrirá um novo eixo viário asfaltado de acesso à região do Bairro Universitário, onde está localizado o terminal rodoviário, como também à  Avenida Três Barras , seguindo  trajeto pela Victor Meirelles, Avenida Rita Vieira e Rua Novo Estado.

Em novembro do ano passado a Prefeitura concluiu os últimos 400 da Rua Novo Estado, via aberta às margens do antigo traçado da ferrovia, fazendo a interligação das avenidas Rita Vieira e Três Barras.

Quem  estiver na Avenida Interlagos (perto do Rádio Clube Campo) entrar na Rita Vieira, vai chegar mais rápido   à estação rodoviária e ao Bairro Universitário pela Rua  Victor Meirelles. Hoje, este itinerário é feito pela Rua Professor Hilário da Rocha, uma via estreita, que atravessa uma área residencial.

Parque Bálsamo

O prolongamento da Avenida Rita Vieira foi planejado em 2012, como parte do Parque Linear do Parque Linear do Bálsamo Prevê a abertura de uma ligação viária de 6 quilômetros entre o anel rodoviário (no Jardim Itamaracá) e a Avenida Guaicurus, nas proximidades do Museu José Antônio Pereira. Houve o reassentamento  de 116 famílias que moravam em  áreas insalubres no Jardim Perpétuo Socorro, além de ter sido  aberto o prolongamento da Rua Victor Meirelles e as  ruas Brigadeiro Tiago e Desembargadora Marilza Lúcia Fortes, por onde se chega  ao terminal rodoviário pelo Bairros Universitário. A Prefeitura depende do desbloqueio de recursos federais alocados há 9 anos, para executar a segunda etapa do projeto, entre as avenidas Gury Marques e Guaicurus.

Mostrar Mais
Botão Voltar ao topo