BrasilEnchentesFixo

Cheias em Marabá: nível do Rio Tocantins ultrapassa os 12 metros

Mais de 1600 famílias tiveram que sair de suas casas. Ainda há ribeirinhos e quase 200 pessoas ilhadas.

O nível do Rio Tocantins, em Marabá, ultrapassou os 12 metros, o que representa uma elevação de dois centímetros nas últimas 12h, mais que o dobro do normal, segundo a Defesa Civil. A régua que mede o nível do rio Tocantins, na orla de Marabá, indica que as águas subiram 16 centímetros de segunda (10) para terça-feira (11) e já cobriram a parte mais alta do calçadão.

A Eletronorte, com base na vazão do rio, chegou a fazer uma previsão de que até sexta-feira o nível do Tocantins poderia chegar a 13 metros. A Defesa Civil segue em alerta.

Mais de 500 famílias tiveram que sair de suas casas por conta das cheias em Marabá — Foto: Divulgação

A cidade de Marabá está com áreas com abastecimento de energia elétrica suspenso para evitar acidentes elétricos.

De acordo com as informações apresentadas no último boletim divulgado pela Defesa Civil, 1.609 famílias já foram atendidas após as cheias. Deste total, 451 estão em abrigos disponibilizados pela Prefeitura e 633 estão alojadas em casa de familiares. Há ainda 335 ribeirinhos e 190 pessoas ilhadas.

A previsão é que ainda nesta quarta-feira sejam realizadas 95 mudanças de famílias atingidas pelas cheias dos rios. O transporte está sendo feito por 20 caminhões, com apoio do exército e da Defesa Civil.

Integrantes da secretaria de segurança pública fizeram um sobrevoo nas áreas atingidas para fazer uma avaliação mais detalhada da subida do nível dos rios Tocantins e Itacaiúnas. Nesta quarta está prevista a distribuição de mais kits de ajuda humanitária às famílias atingidas enviados pelo governo do Estado. Ao todo, estão previstas as distribuições de 2.500 kits, que podem atender uma família de cinco pessoas por até 30 dias, de acordo com o governo estadual.

Os abrigos oficiais construídos pela Prefeitura também têm sido procurados espontaneamente por moradores. A Secretaria de Assistência Social, Proteção e Assuntos Comunitários da Prefeitura diz que fez o cadastramento das famílias e que ofereceu atendimento médico, alimentação e colchões para desabrigados.

Quem puder ajudar as famílias com doações, os pontos oficiais da Prefeitura para arrecadação são a sede da Secretaria de Assistência Social, bairro Amapá, em frente ao CAP e ao lado do Ministério Público Estadual, e na sede da Defesa Civil Municipal. Os itens prioritários são alimentos não-perecíveis, itens de higiene pessoal, roupas e artigos de cama, mesa e banho. A arrecadação é das 8h às 16h.

Fonte G1.
Redação Gdsnews.

Mostrar Mais
Botão Voltar ao topo